Com os números do turismo em alta em Portugal, existem cada vez mais proprietários a colocar as suas casas no mercado de alojamento local, conseguindo desta forma um rendimento extra no final do mês. Mas a verdade é que existem várias plataformas de alugueres de curta duração e nem sempre é fácil perceber as diferenças entre elas, já que umas são mais direcionadas para a hotelaria tradicional (quartos de hotel e acomodação de dormidas e pequeno-almoço) e outras para os alugueres de curta duração.


Apesar das 3 plataformas apresentarem alguns pontos em comum, como a possibilidade de criar anúncios gratuitamente ou de escolher que o pagamento seja feito através do site ou não, existem algumas diferenças entre elas.

Descubra neste artigo as principais diferenças entre os 3 sites de reservas mais populares (AirBnB, Booking.com e Homeaway) e escolha a melhor opção para si.

AirBnB

Fundado em 2008 nos EUA, o AirBnB é o principal site utilizado por proprietários individuais e o primeiro completamente virado para o negócio do alojamento local. Apesar de ter começado como uma plataforma para aluguer de quartos individuais em casas privadas, o AirBnB é, hoje em dia, um dos sites a que os proprietários mais recorrem para colocarem as as suas casas e apartamentos no mercado de alojamento local.
Principais características do Airbnb:

• Liberdade para construir as suas descrições e criar o anúncio de acordo com as suas preferências;
• Contacto com os hóspedes é feito diretamente pelo proprietário;
• Possibilidade de alugar apenas algumas divisões da casa;
• Comissão de 3% (IVA incluído) para os proprietários por reserva, sendo que será posteriormente cobrada uma taxa adicional de 12% (IVA incluído) diretamente ao hóspede.

Booking.com

Ao contrário do que acontecia anteriormente, o Booking.com já não é uma plataforma exclusiva para a hotelaria tradicional, tendo-se tornado numa excelente opção para promover apartamentos e moradias para alojamento local.
Principais características do Booking.com:

• Site reconhecido em todo o mundo;
• Site intuitivo, prático e muito fácil de utilizar;
• Ótimo apoio a cliente, tanto para proprietários como para hóspedes;
• A comissão do Booking.com é de 15% (IVA incluído) sob o valor total da reserva.

Homeaway

Ao contrário do AirBnB e do Booking.com, o site Homeaway é tipicamente utilizado para anunciar casas grandes e com capacidade para um elevado número de hóspedes, principalmente para férias em família ou com grupos de amigos.
Principais características do Homeaway:

• Os hóspedes Homeaway têm tendência para reservar as casas com bastante mais antecedência (cerca de 3 meses);
• Normalmente as estadias são de maior duração (média de cerca de 5 noites por estadia);
• A comissão do Homeaway é de 5% + IVA sob o valor total da reserva.

Agora já tem toda a informação que precisa para escolher qual a melhor plataforma para anunciar a sua casa. Mas não se esqueça de toda a logística associada para começar a rentabilizar a sua casa, como tirar boas fotografias, criar a descrição dos anúncios e gerir a comunicações, faturações e pagamentos com os hóspedes.

Além disso, se tiver a sua casa disponível em várias plataformas, vai ter também de gerir os calendários com muita atenção, de forma a não admitir reservas nos mesmos dias no AirBnB e no Booking.com, por exemplo. Existem algumas soluções (como um channel manager) que fazem a gestão das várias datas entre as várias plataformas, mas trazem um custo associado.

E pronto, estas são as principais diferenças entre o AirBnB, o Booking.com e a Homeaway. Se ainda não está totalmente convencido sobre as vantagens de colocar a sua casa no mercado de alojamento local, encontre toda a informação que precisa aqui.

Se quiser saber quanto poderá valer a sua casa, faça já uma simulação e descubra como podemos ajudar a rentabilizar a sua casa sem chatices nem preocupações para o seu lado.